domingo, 15 de março de 2015

Não foi..

Não foi pra sempre. O pra sempre um dia acaba.

Mas, e daí. O gosto ficou nos lábios, o olhar ainda te procura pelos cantos em alguma foto, em algum livro de cabeceira esquecido.

Não, não foi pra sempre. Mas foi amor. Desses de não saber onde começava um, onde terminava o outro.

Teve drama, confusão, falatório demais. Discussão por coisa boba. Mas teve um no outro. Teve a essência, teve essa coisa de não se largar. De se abraçar forte. De se amar com loucura.

Não foi aventura passageira. Não foi brincadeira. Foi um atravessar de pontes, pra pegar carona com a felicidade. Pra se encarar como deve ser. De verdade.

Não foi pra sempre. Mas foi. Foi tudo que poderia caber nesse tempo. Foi a maré mansa, a tempestade que nos tornou mais fortes. Não foi sorte. Foi amor. Foi acaso. Destino.


Não foi pra sempre: Mas, pra sempre com certeza, a melhor lembrança.


Sil Guidorizzi..


Nenhum comentário:

Postar um comentário