sexta-feira, 22 de maio de 2015

Tenho..

Tenho evitado olhares frios, sentimentos pobres. Tenho esvaziado as esquinas da mente..
Me distraio, fazendo com que o coração se mexa mais e a alma se encante. Não ando distante: Tenho tirado do peito esses nós que hoje passaram, e colocado nos pés, a calma do viver. Não tenho tanta pressa assim. Tudo é no tempo certo, no tempo de Deus. Tenho me ajustado. Tenho estado muito mais próxima de quem sabe se chegar. De quem também faz acontecer. Nada é simples e nem tão complicado assim. A vida passa, pessoas vão, amores novos e frescos retocam a alma, iluminam por dentro.
Tudo é instante, momento. Tudo é feito para evoluir. Tenho sim, evitado a sensação de perda, e estimulado a mente, o corpo, a vida.
Ando exercitando esse livre arbítrio. Essa coisa só minha. E quer saber... Pouco me importa se alguém se incomoda. Eu aprendi a separar muitas coisas. E dentre elas, a não prestar contas. Afinal de contas, quem aprende a caminhar com as próprias opiniões e sentimentos, sabe que dar a cara para bater, é também se ferir. Mas, apesar de tudo, eu creio na felicidade como estado de espírito. Felicidade essa que é primordial no meu jeito simples de conviver e sentir.


Sil Guidorizzi

Nenhum comentário:

Postar um comentário