quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Obrigada querido Deus..

Não tenho asas, mas sei voar. Por isso levo a vida do jeito que quero e do jeito que me sinto bem.  Se dentro de mim existe um consenso, é porque sei até onde posso e devo ir. Dançando onde quero, ouvindo o que gosto, abrindo minha caixa de pandora, e espalhando o meu melhor por aí. 
Meus laços são de amor e sinceridade com quem realmente Amo e desejo em minha vida. O que não me atrai agrada ou me prejudica, apenas fecho a porta. Não sou de ficar me expondo para o mundo, não sou de ficar me gabando de nada. Só sei que a menor partícula de luz que chega através da fresta da minha janela já me ilumina e me dá disposição.  Minha linguagem é corporal.  O olhar atravessa fronteiras desconhecidas. Meu espaço apesar de pequeno é arejado e simples. A vida sendo minha, eu cuido. Só entra quem realmente eu desejo. Não adianta forçar passagem. Se não é bem-vindo(a), sinto muito.

Obrigada, querido Deus por tudo..

Sil Guidorizzi..

Nenhum comentário:

Postar um comentário