quinta-feira, 30 de junho de 2016

Julho chegando.

Julho chegando. Que o inverno não esfrie nossa alma. Que possamos manter a chama dos bons sentimentos em nosso cotidiano.
É preciso amar. Não precisamos viver em meio a tanta opressão, tanta disputa de ego.
Não podemos deixar essa energia de violência que assola o mundo nos atingir.
É preciso fé, vibração e luz. Se cada um carregar dentro de si essa marca de esperança e respeito, os dias não se tornarão tão carrancudos e maçantes.
É preciso mudar o olhar. É preciso acordar e ver que muitos adoeceram a alma.
Faça sua parte. Não seja um número; e sim, um coração que tem a capacidade de distribuir emoções sinceras.
Mude, e tudo à sua volta também mudará. Você conseguirá sentir o amor brotando de qualquer lugar.

Aprendi que o tempo é de Deus..

Já dei um passo maior que minha perna; tropecei.
Já morri de amor; ressuscitei. Aprendi a contar menos os dias, as horas, os segundos que antecedem qualquer saudade.
Deixei a ansiedade descansar. O coração acalmar.
Aprendi que o tempo de Deus é diferente do meu.
Sil Guidorizzi..

Vez em quando..

Vez em quando é bom ousar. Vez em quando é bom mostrar pra vida que você não é assim tão passivo(a). Que você também tem direito a cometer suas loucuras. Viver seus amores sem culpa. Dar seu grito de independência sem remorso na alma.
Vez em quando é preciso colocar as coisas no lugar e mostrar o que realmente se quer. Mostrar que raspas e restos não servem. Que você tem o universo conspirando seja contra ou a favor.
Vez em quando é preciso ligar o sinal de alerta e deixar claro que você precisa buscar o seu melhor, sem precisar dar satisfações a ninguém.

Siga..

Faça assim: Siga.. Se for preciso cortar caminho, corte. Se for preciso esquecer algumas passagens esqueça.
Pare um pouco e descanse a mente. Use a luz interior pra clarear a alma. Não se culpe e nem fique se protelando..
Peça desculpas e perdoe se for necessário para que você consiga prosseguir sem peso nos ombros.
Dê um desconto para aqueles que não estão num dia bom. Você também já se sentiu assim. 
Continue traçando seu destino. É de rabisco em rabisco que sua história vai sendo feita. É de linha por linha que o coração vai sustentando a vida. 
Não pare de escrever. Sustente-se em Deus. Sustente-se em seu amor próprio.
Tenho certeza que lá no final do túnel haverá um arco-íris de paz e luz esperando por você..

Comece o dia bem..

Apenas comece o dia agradecido e bem. Que Deus te proteja. Que a luz divina te (ins)pire a fazer coisas boas. Tome conta de você.
Sil Guidorizzi


quarta-feira, 29 de junho de 2016

Depois que eu fechar a porta do nosso ciclo..

Depois que eu fechar a porta do nosso ciclo, vou baixar as cortinas e hastear a bandeira da minha paz.
Não nasci pra ser passada pra trás. 
Nasci pra ser amada como se deve. Como o amor pede. Quero mudar de vez o (e)terno dos meus dias. 
Quero fechar os olhos e ter um tempo só meu. Um tempo onde eu possa me descobrir, me desvendar.
Quando eu colocar o pé pra fora de nosso tempo, vou deixar o vento bater no rosto. Não vou colocar o coração no bolso. Vou deixá-lo livre pra respirar.  
Vou desacorrentar o passado. Vou desatar o nó no peito. Vou deixar de ser tão assim...
Vou sem excessos. Vou filtrar o que deu errado. Vou cuidar das feridas. Vou tratar das dores da alma.. Vou cuidar mais de mim.
Sil Guidorizzi..

Às vezes..

Ás vezes só precisamos de um olhar, um sorriso, e um coração disposto a nos ouvir..
Sil Guidorizzi

Não falo só de pele..

Não falo só de pele. Falo de afinidade. Falo do linguajar da alma. Falo das coisas que não se explicam e atravessam nosso coração. Coisas que tem um sentido ímpar. Que nos abraçam com força e ao mesmo tempo com ternura e delicadeza. Não é só coisa de pele. É coisa de quem já se (re)conheceu de outro lugar. De outra esfera. Talvez essa seja a melhor definição do amor.


domingo, 26 de junho de 2016

O tempo é o mestre dos nossos dias..

O que enobrece um coração é o sentimento de respeito e gratidão. É a forma como enxergamos o próximo. Pra tudo o tempo é o melhor aliado.
Ele quem leva as perguntas e traz as respostas que queremos. Pode ser que o vento não as traga. Pode ser que a gente demore a enxergá-las. Pode ser tanta coisa.
Muitas vezes fazemos coisas sem tanto fundamento. Muitas vezes brigamos conosco por não conseguirmos ser o que queremos.
Mas é ele, o tempo, quem nos denuncia.
Ele quem nos mostra o que fizemos dele.
O que nos enobrece, é o fato de sabermos que é preciso frequentar mais a escola da vida aceitando seus altos e baixos. Sempre nos merecendo. Que nem tudo dará certo. Que vivemos num mundo de provas e expiações.
O tempo, é o mestre dos nossos dias.

O que eu sei..

O que eu sei é que em alguns momentos estaremos mais introspectivos, menos abertos.
Estaremos tentando fazer as pazes conosco, com Deus. Quem sabe tentando fazer uma varredura na alma. Quem sabe tentando buscar o que falta.
Isso não é motivo de preocupação, ou sensação de abandono.
O dia poderá estar mais frio. O momento talvez seja sinônimo de prece.
O que eu sei é que o sol que ilumina o mundo também brilha sozinho. Temos fases. Temos nossos momentos solitários.
Um pouco de reclusão não significa perder o viço. Não significa que a vida não tenha mais graça.
É só um tempo de estar mais fechado pra balanço sem querer agredir ao próprio íntimo.

Tudo passa..

A verdade é que tudo passa. 
Tudo se (re)nova. 
Tudo se (re)cicla. 
Tudo vem através 
do que Deus escreve, 
e a gente assina..


Sil Guidorizzi..




sexta-feira, 24 de junho de 2016

Pra hoje..

Pra hoje, apenas deixe a luz da esperança entrar dentro da sua casa. Aconchegue-se ao amor. Afaste os maus pensamentos. Deixe pra lá aquela rodinha de gente que perde tempo maldizendo o outro. 
Não se deixe influenciar por sentimentos de raiva ou negatividade. Pelo fel alheio.
Apenas cuide pra que seu dia seja bom e que as pessoas à sua volta, sintam-se bem. 
Você escolhe. Você opta entre o bem e o mal. Ninguém pode te forçar a nada. Então, vá pela estrada mais digna. Mais vistosa. Vá pelo caminho que seja mais justo. Vá por você. Fique em paz. Aproveite pra colocar a alma em dia. Pra viver suas amizades sinceras. 
Boa sorte. Boa vida. Tudo de bom pra você.

Sil Guidorizzi..


quinta-feira, 23 de junho de 2016

Não ligo pra inconsequência..

Não ligo pra (in)consequência. Ligo pra sintonia. Pras coisas que o olhar insinuante diz.. 
Não ligo pra nada. Quero um oceano de amor pra nadar e ser feliz.


O amor não pode ser esquecido..

O amor não pode ser esquecido feito roupa velha. Feito sapato que não serve mais. O amor tem que ser renovado todos os dias. Tem que ser regado. Nada mais fora de moda do que vaidade e ostentação. O amor tem que ser atual na alma, na vida, nas pequenas coisas.
Principalmente dentro da gente. Isso sim, é chamar a atenção.


Não faço mais planos..

Não faço mais planos. O destino os faz por mim. Tudo (re)nasce de forma mais serena e sem ensaios. Sem roteiros, sem mapas ou rotas. Não sou de ir à forra, não sou de ir a um lugar que não quero.Vou onde o coração me empurra e diz: vai, vai ser feliz.
O que eu deixei para trás, deixei nas esferas do tempo. Não dá para mandar embora o destino. É preciso vive-lo a plenos pulmões mesmo que as coisas não deem certo.
Nem por isso no peito irá amargura. Sabe porquê?
Porque ainda tenho aquela coisa chamada amor próprio. Amor meu. Mesmo tendo me doado tanto e ao mesmo tempo me perdoado por ter amado assim.
A vida é feita de loucuras, (re)encontros, (de)sencontros, vivenciados num turbilhão de sensações.
A vida nos traça isso. E muitas vezes fugir não adianta. É se jogar e mergulhar dentro da piscina e ir buscando o fôlego para continuar.
Nadar, até não poder mais. Até viver tudo que for permitido sentir.

Estou contando comigo.

Estou contando comigo. Por isso, não ando tão atenta. Deixo as surpresas me pegarem pelo meio do caminho.
O que tiver que ser, será. Estou confiando em quem com certeza confia em mim. Tenho Deus em cada novo amanhecer. Isso me basta pra continuar tentando e vibrando. É só de paz que preciso..
Sil Guidorizzi



Esqueça o ego..

Esqueça o ego. Abrace as causas mais humanas.
Modifique-se internamente.
A melhor beleza é a que sai de dentro alma.
A que faz com que o mundo do lado de fora fique mais agradável e sereno..
Sil Guidorizzi


quarta-feira, 22 de junho de 2016

É preciso aprender a perdoar..

É preciso aprender a perdoar. Nem sempre é fácil. Mas é preciso. Um dia quando atravessarmos a matéria e nos deparararmos com a pátria espiritual, também seremos acolhidos e receberemos o perdão de Deus.
Se Ele tem a capacidade de nos perdoar, quem somos nós para nos recusarmos. Essa é uma evolução difícil. Mas que deve ser praticada para que o coração ande mais leve com menos pesar.


Tudo passa..

A verdade é que tudo passa. Tudo se (re)nova. Tudo se (re)cicla. Tudo vem através do que Deus escreve, e a gente assina..
Sil Guidorizzi.


Esse é o caminho..

Esse é o caminho que faz com que eu brinque com os pés. Que eu dance nas noites mais enluaradas.
Esse é o caminho que Deus tem me mostrado, e eu vivido.. Alguns dias tem sido mais longos, feito inverno dentro de mim. Outros, são raros, feito pássaros que surgem das mais altas montanhas me convidando pra um novo voo.
Há uma luz que brilha enquanto o olhar proclama independência e um pouco de atrevimento. Paz é o que sinto quando converso com Deus. Quando me tranco em silêncio profundo sem querer ser perturbada por ninguém.
Esse é o lugar que escolhi antes de chegar aqui. É aqui que a raíz da alma fincou e espera por todas as estações. Chuva, vento, frio, calor.
Esse é o lugar da transitoriedade. Da efemeridade. Da busca incessante pela paz interior.

Se estiver escrito...

Eu, sigo por um caminho. Você, por outro. Se estiver escrito, nada nem ninguém nos impedirá de sermos colocados dentro do mesmo destino..


terça-feira, 21 de junho de 2016

Melhor fechar os olhos..

É inútil tentar fugir de um sentimento que muda o norte.
Que dá taquicardia, e faz o coração entrar em erupção.
Melhor viver em êxtase.
Melhor fechar os olhos, e sentir o universo conspirando a favor.
O melhor de tudo é saber-se amado(a). É saber-se amor..

E que nessa vida..

E que nessa vida tão cheia de caminhos e mistérios não nos falte gente que nos ame.
Gente que chegue com o intuito de ficar e viver o simples. Jamais abdicando do que faz bem.
Sil Guidorizzi..


domingo, 19 de junho de 2016

Um dia..

Um dia acordei e procurei por mim. Me levantei, corri até o espelho. Me senti estranha..
O coração batia de uma forma um tanto diferente.
Abri o armário, peguei um roupão de banho, prendi o cabelo.
Tirei aquele resto de maquiagem que ainda sombreava o olhar meio pálido.
Dei uma espreguiçada, e resolvi olhar pela fresta da janela. Havia sol, mas o coração parecia não entender bem onde estava e porque não queria sair dali. 
Fui atrás de saber o que havia acontecido comigo.
Liguei o chuveiro, deixei a água cair sob a pele; deixei o calor do banho aquecer minha alma que parecia gelada e sem paz por dentro.
Demorei algum tempo ali. Tentei colocar as ideias em ordem. Mais uma vez não entendia a (des)ordem que me assolava. .
Foi quando eu percebi que havia dado liberdade demais pra que se apoderassem do meu espaço. Foi quando eu vi que a casa não era mais minha.
Que a pintura estava rachada precisando de reparo. Que a música do rádio não era a que eu queria. Que as coisas fora de lugar não combinavam mais com meu jeito.
Que os livros estavam abandonados a própria sorte, ao relento. Que o café não tinha gosto. Que o mês que eu menos gostava ainda era agosto. 
Que o tecido do sofá estava desbotado. Que faltava flor na entrada. Que faltava o perfume mais amadeirado na bancada do banheiro. Um dia eu acordei tentando saber o que fazer pra me buscar sem que invadissem meu templo. Foi quando me destranquei. Joguei a cópia da chave fora. Parei de confiar tanto. Tomei posse do que é meu por direito.

Um coração determinado enfrenta..

Um coração determinado enfrenta. Mas também sabe a hora exata de sair de cena.
Sil Guidorizzi..


Tem essa coisa de ser tua..

Tem essa coisa de beijar a alma,
abraçar a lua.
Tem essa coisa de ser tua.
Sem discursos longos.
Apenas de olhos fechados,
disposta ao amor.

sábado, 18 de junho de 2016

Vivo de incertezas..

Vivo de (in)certezas. Já cultivei várias ao longo da vida. E o tempo tão sábio que é, só me dá o certo e justo. Sem direito a regalia..


Não é só saudade..

Não é só a saudade, a lembrança. 
É o perfume que fica, e gruda na entranha.
É um querer de quem ama. 
De quem sente na cadência da alma a espera,
mesmo a distância..

Melhor confiar em Deus..

Nem sempre dá pra gente contar nossos planos. Nem sempre dá pra se abrir tanto. Melhor confiar em Deus. Ele pelo menos nos dá a força necessária pra traçar nossa rota. Tem gente que não se importa conosco. Com nada que seja bom em nossa vida. Então, melhor não fazer tanto alarde e deixar que as coisas aconteçam naturalmente. Na maioria das vezes contamos com nosso próprio merecimento e a proteção Dele. De mais ninguém..


sexta-feira, 17 de junho de 2016

Eu sei o que sou..

Já me acusaram de tantas coisas. Muitas delas não consegui me defender, mesmo sabendo que não tive culpa.
Foi quando aprendi que Deus sabe o que faço. Deus me observa atentamente. Só Ele tem o poder de me julgar.. Por isso me calo. Não mais me imponho. Deixo que o vento leve essas coisas ruins pra longe.
Eu sei o que sou. Não devo nada a ninguém. Se errei, peço desculpas. Tento me corrigir. Sou falha até o último fio de cabelo. Mas agredir a alma por coisas que não são minhas, nunca mais.. 
O coração também cansa de ser colocado na cruz. Cansei de ser penitenciada por coisas que não fiz.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Tenho direito de ser feliz.

Não me peça pra ser diferente do que sou. Só Deus sabe quanto malabarismo já fiz pra manter-me em pé.
Só Deus sabe das dificuldades que atravessei. Por isso não me peça pra mudar nada em mim. Me aceite como sou. Cheia de imperfeições e defeitos. Sei ser amor. Sei ser luz em dias mais nebulosos.
Não digo amém pra tudo. Tenho direito a palavra, ao silêncio, ao grito. Tenho direito de ser feliz.



quarta-feira, 15 de junho de 2016

O bom é quando a gente se desamarra..

O bom é quando a gente se (desa)marra. Não faz tanta marra. Desata aquele nó que sufoca.
O bom é quando a gente acorda e vai cuidar de si mesmo. Vai dar um jeito no coração. Vai andar mais despreocupado. Sem tantas regras, obrigações.
O bom é quando a gente sente que está blindado contra as coisas ruins. Contra gente negativa.
O bom da vida é quando no meio de tanto caos, atritos externos e internos, a gente aprende a sobreviver. Aprende a dar a cara pra bater.. Não se faz de vítima e ainda se solidariza consigo mesmo.
Dá-se uma nova chance e segue adiante. Carimba mais uma página e assina com a alma. Assina com aquele tanto de amor ou sofrimento que o tempo nos deu.
O bom é quando a gente entende que tudo é necessário. Que é dentro de nós mesmos que as coisas se transformam e se transportam pra fora. Que cada um mantém seu tempo de aprendizado. E que nada muda as leis de Deus..

terça-feira, 14 de junho de 2016

Já tive mais pressa..

Já tive mais pressa.
Hoje gosto de desacelerar quando o amor invade.
Gosto de sentir a respiração conversando.
Gosto de abraçar quem me abraça.
Gosto de compartilhar sinceridade..

domingo, 12 de junho de 2016

Não adianta..

Não adianta.. 
As coisas continuarão acontecendo. 
É Impossível parar o relógio do tempo..
Sil Guidorizzi.

Perdoo..

Perdoo minhas ausências, o meu alardear e aquele muito de cinismo.
Perdoo minha rebeldia. As garras por vezes afiada. Os baldes de água fria que recebi. As lágrimas que molharam o chão da alma. As dores que mal consegui suturar dentro de mim.
Me perdoo por qualquer (des)caso, acaso, pelo que ainda não vivi. Perdoo de antemão qualquer saudade que venha a sentir por conta desse amor que ainda irá bater em minha porta entre um transitar e outro.
Me Perdoo pelo que sou. Pelo que sei.. Pelo que ainda irei aprender. Me perdoo por ter um coração que não se contenta com pouco. Que se considera são e ao mesmo tempo louco.
Me perdoo por tudo aquilo que ainda vou viver e pagar pra ver. Me perdoo por ser alguém que fecha os olhos e muitas vezes se sente num conto de fadas. Por ser alguém que sempre torce por um final feliz..

sábado, 11 de junho de 2016

Feche os olhos..

Que amanhã você tenha um feliz dia do amor. Repleto de coisas boas e sensações maravilhosas. Feche os olhos. Embarque nessa viagem.
Vá de encontro ao que te faz feliz..

Amor é desatino..

Amor é desatino; misto de loucura. Coração que busca e precisa. É cura; milagre do cotidiano em meio a secura do tempo.Nasce da fonte do coração de quem nunca o esgotou..Tem que ser aberto feito página da vida. Feito janela que dá pro horizonte. O amor tem a função de tornar qualquer ser humano mais feliz. Sendo amor, a vida fica mais colorida. E a gente só quer tocar o céu, e mergulhar no oceano daquele abraço que Deus nos destinou.

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Fui me (re)inventando.

Fui me (re)inventando. Fui (re)criando as coisas dentro da minha vida.
Já dancei, já fui deixada de lado. Deixada em meio aos escombros emocionais..
Poucos se lembraram de mim. Poucos seguraram minha mão pra que eu não caísse.
Hoje, muita coisa não me faz falta. Muita gente não me interessa. Não por me acharem metida, insuportável, arrogante. Não sou..
Por saber que eu resisti à chuva, a tempestade, as misérias de alguns momentos ao lado de quem realmente soube atravessar comigo as minhas piores dores .
Já escalei o muro da ilusão e caí. Já confiei demais e me arrependi. Já me desarmei e apanhei.
Hoje, tomo mais cuidado onde piso. Abraço com carinho quem eu realmente confio porque sei que não me deixará ao relento.
Sou o que sou.
Por isso não ligo mais pra ceninhas, melodramas ou fingimentos. O coração já se repartiu ao meio. Já suou, penou. Bateu e levou.
Já estou calejada. Hoje o que me agrada é o fato de saber que a vida tem sido mais generosa comigo. Que eu tenho sido mais generosa com ela. Não estou mais disponível pra quem nao saiba o que é reciprocidade e amor.
Quer que eu siga junto? Sinalize. Demonstre. Me dê valor..

quinta-feira, 9 de junho de 2016

Silencie mais..

Silencie mais. Respeite as próprias limitações.
O que vier do fundo da alma aceite de bom grado. Vez em quando é necessário respirar a vida sem interferência de ninguém.
Vez em quando é necessário se isolar pra colocar a casa em ordem, e ouvir mais a voz do coração.



É de amanhecer em amanhecer..

É de amanhecer em amanhecer que a gente vai (re)aprendendo a viver.


Antigamente..

Antigamente eu sofria por antecipação. Imaginava o que não existia.
Colocava medos e pesos desnecessários na alma e nos ombros.
Tirei os sapatos. Parei de me ferir tanto. Parei de me expor demais. Quem realmente souber adentrar minha casa, não vai reparar na mobília.
Vai se chegar e reparar mais nesse coração que ainda não assinou a sentença de morte.
Ele é forte. Tem a capacidade de (re)amar sempre que o olhar se renovar e pedir pra ser feliz.
Sil Guidorizzi.


domingo, 5 de junho de 2016

Fiz uma prece..

Fiz uma prece . Coloquei o coração no altar. Pedi pro teu amor vir me buscar.
Estou aqui, na esquina do sentimento. Pode vir com o vento, na música que ainda irei ouvir.
Quero ter pelo quê sentir saudade, quero morar nos teus olhos.
Fiz uma prece. Não demora.
Está na hora da gente ser feliz.
Sil Guidorizzi..


quinta-feira, 2 de junho de 2016

Não atiço o que não acende..

Não fico mais em cima do muro como antes fazia. Não atiço o que não acende. Não piso mais em ovos. Não vou mais atrás.
Agora eu ando na ponta dos pés quando quero. Entro e saio sem dar satisfações.
Foram tantas histórias bizarras, tantas situações que nem sei como consegui sair.
O coração está calejado mas não carrega pedras. Ainda adoça a alma. Ainda vibra e etende um outro olhar.
A vida ensinou a suportar os fardos em silêncio. Muitas vezes gritei pra quem quisesse ouvir. Gritei pra ouvir o som da minha voz; pra sentir o que não dava mais pra me esconder.
De tanto (re)começar apaguei muita coisa da memória. Vi que fins são ciclos que se fecham. Fechei alguns. Ainda sou livre.
Me libertei de muita coisa que acorrentava a vida..
Graças a Deus ainda mantenho minha identidade preservada. Mantenho meus valores intactos dentro de mim..

Pra você, moreno..

Hoje abri aquele Livro da Zibia que você me deu..(Laços Eternos)
Já faz tempo.. Muito tempo. Mas me lembro como se fosse hoje.
Folheei e senti suas digitais nele.
Sem querer, um pequeno pedaço de papel caiu entre as páginas. 
Era teu nome e um número de telefone escrito por você. Número essse que nem existe mais.
Engraçado que nem amarelado estava. Afinal, tanta coisa já aconteceu. Tanto que te pensei, tanto que te procurei . 
Parei de ficar em Stand by. Parei de pensar porque. Só me senti no direito de rever essa saudade. Me senti no direito de dizer que fui feliz demais com você.
Que esse Laço permaneça Eterno. Sei que o destino quis assim. Nem por isso entristeço.Quero teu bem. 
Quero que você seja feliz com a vida que escolheu. Que a gente se encontre em outra vida. Ou, quem sabe ainda nessa se Deus permitir. 
Te deixo minha luz. Te deixo meu amor assinado com a alma.. 
Te deixo um pensamento de felicidade. Se um dia quiser voltar, não se acanhe. Te espero, logo ali..