quinta-feira, 9 de junho de 2016

Antigamente..

Antigamente eu sofria por antecipação. Imaginava o que não existia.
Colocava medos e pesos desnecessários na alma e nos ombros.
Tirei os sapatos. Parei de me ferir tanto. Parei de me expor demais. Quem realmente souber adentrar minha casa, não vai reparar na mobília.
Vai se chegar e reparar mais nesse coração que ainda não assinou a sentença de morte.
Ele é forte. Tem a capacidade de (re)amar sempre que o olhar se renovar e pedir pra ser feliz.
Sil Guidorizzi.


Nenhum comentário:

Postar um comentário