domingo, 12 de junho de 2016

Perdoo..

Perdoo minhas ausências, o meu alardear e aquele muito de cinismo.
Perdoo minha rebeldia. As garras por vezes afiada. Os baldes de água fria que recebi. As lágrimas que molharam o chão da alma. As dores que mal consegui suturar dentro de mim.
Me perdoo por qualquer (des)caso, acaso, pelo que ainda não vivi. Perdoo de antemão qualquer saudade que venha a sentir por conta desse amor que ainda irá bater em minha porta entre um transitar e outro.
Me Perdoo pelo que sou. Pelo que sei.. Pelo que ainda irei aprender. Me perdoo por ter um coração que não se contenta com pouco. Que se considera são e ao mesmo tempo louco.
Me perdoo por tudo aquilo que ainda vou viver e pagar pra ver. Me perdoo por ser alguém que fecha os olhos e muitas vezes se sente num conto de fadas. Por ser alguém que sempre torce por um final feliz..

Nenhum comentário:

Postar um comentário