sábado, 18 de junho de 2016

Vivo de incertezas..

Vivo de (in)certezas. Já cultivei várias ao longo da vida. E o tempo tão sábio que é, só me dá o certo e justo. Sem direito a regalia..


Nenhum comentário:

Postar um comentário