sexta-feira, 29 de julho de 2016

Posso ser muitas de uma vez só.

Posso ser muitas de uma vez só.
Posso simplesmente fechar a porta e querer sair de cena sem dar satisfações..
Tenho me desdobrado, mas tenho (re)dobrado a atenção em mim. Nem sempre dá pra ser uma mulher maravilha.
Vez em quando é preciso respirar e colocar o coração pra descansar.
Vez em quando é bom ausentar-se e colocar a vida em off. Mesmo assim, ainda tem um turbilhão de coisas borbulhando dentro da alma. 
Coisas que (re)mexem no íntimo e só o tempo pode curar.
Sil Guidorizzi**


Nenhum comentário:

Postar um comentário