quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Passou..

Passou.. Como sempre passa. Demora um tiquinho mas acalma.
Foi a saudade. Chegou e me encostou na parede.
Fez com que eu desse voltas no passado.
Do mesmo jeito que chega, vai..
Foi só mais uma dose repentina de amor.

domingo, 28 de agosto de 2016

Querido Deus...

Querido Deus, estou de coração aberto e alma exposta.
Estou pronta a ouvir teus conselhos e a ficar de joelhos se preciso for.
Tenho feito tudo para que as coisas sigam sem muitos percalços.
Tenho silenciado mais. Não tenho revidado, nem provocado situações que poderiam vir a me ferir.
Tenho seguido mais branda, sem excessos, sem agressões.. 
Tenho estado mais perto dos mistérios da vida. Da minha essência. Das interpretações dos gestos, afetos. Dos sorrisos que dizem. Dos olhares que sinalizam.
O fato de andar solitária não muda o pensamento. Não significa estar só.
Não muda as coisas que sinto por dentro. Pelo contrário..Se não recebo amor, amor ofereço. Tenho curiosidade, apreço..
Tem sido um tempo de mais descoberta. Tem sido bom pra mim.

Um dia..

Um dia te jurei amor eterno. E de tão terno, guardei e coloquei na estante da alma.
Ainda te amo. Ainda tenho a sensação de que vou esbarrar com você numa dessas esquinas da vida.
Pode passar o tempo que for. 
Almas quando se (re)encontram não fogem do seu destino. Deus abre caminho, manda notícias.
Um dia eu te quis. Quis tanto que cheguei a quase morrer de amor.
Não morri. A pele ainda arrepia com sua lembrança. O coração parece saltar pela boca. 
Te espero..Ainda permaneço aqui..
Sil Guidorizzi


sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Tudo é emprestado por Deus..

Muita coisa a vida me diz. Muito espaço eu deixei vazio. Juntei cartas, abri livros, refiz as malas. 
O tempo passa, o amor uma hora vem com força. Nada pode mudar meu jeito de ver ou querer viver a vida.. 
Tenho confiança nos dias. Confiança em mim e naquele que me consola. 
Estou encostando a porta. Quem sabe pra receber aquele tanto de luz e sopro de vida. 
Nada é por acaso. Fiz dos meus passos saudade, lembrança, um tanto de expectativa. 
Está tudo certo. Mesmo quando o coração chora ou sorri. 
Hoje não peço nada. Não penso em ir atrás do que foi. 
Se for pra vir, vem. Se for pra ficar, fica. Se for pra ser Adeus que não seja até breve. 
A vida sim é breve. Estou em paz com o que escolhi. Sei que tudo é provisório.
Nada é meu.. Tudo é emprestado por Deus..

Eu quero..

Eu quero o amanhecer dos teus olhos depois de anoitecer você.


Caso você não saiba.

Caso você não saiba, teu coração já está destinado. Mesmo que você se isole por um tempo, mesmo que você queira andar desacompanhado(a) por aí.
Caso você não saiba, você é importante. Importante também é você manter o semblante menos agressivo e arredio.
Importante é você dar ouvidos a voz de Deus e ao que chega em forma de aviso e luz.
Você vale muito.
Vale as suas lutas diárias. Vale cada alegria que chega em sua vida, em sua casa, em seu ser.
Por isso, não se preocupe se hoje as coisas não andam bem. Se andam, continue regando seu jardim, continue oferecendo coisas boas as pessoas próximas.
Invista em você. Invista num lugar mais aconchegante, simples e bonito.
A vida sempre chega com uma nova surpresa, uma nova estória, um novo conhecimento.
Se aprofunde no que for possível.
Não dispense quem daria tudo pra te ver feliz.
Não seja egoísta a ponto de querer achar que o mundo é seu.
Divida, compartilhe, esteja, seja.  Respeite seu espaço, respeite o espaço dos outros.
Não cobre tanto. Não invada a casa de quem não quer que você entre.
Silencie, observe, (re)pense.
Sempre haverá alguém pronto a te colocar no colo e de coração aberto te ouvir.
As águas que passaram foram levadas pelas tempestades de certos momentos..
Não se sinta um náufrago. Sinta-se sempre um vencedor por ter conseguido colocar os pés e a alma de volta ao solo firme, mesmo depois de dias intranquilos..
Graças a Deus você não foi levado pela enxurrada  da vida.
Em terra de gente que se acha, sempre haverá alguém disposto a chegar e te levar pela mão, te mostrando que você pode contar com esse novo ciclo.
Caso você não saiba, você pode viver mais e mais dias sentindo amor, mantendo o coração mais vivo.




Sil Guidorizzi..

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Alguns amores..

Alguns amores são como terras indivisíveis,
como pedaços de chão que se fincam.
O coração se prende, cria raiz.

Assim que vejo meus dias..

Assim que vejo meus dias. Pedindo a Deus que clareie minha alma.
Assim que mereço me sentir bem. Optando pelas coisas que não me consomem, mas agregam.
Algumas coisas não são mais viáveis. Não tem conserto. Não tem mais lamento.
O bom de aprender, é saber que os tombos machucam, mas o coração se replanta.
Assim que observo meu agora. Sem pressa.. 
Não estou esperando nada. Só ando mais solícita e em paz com a vida..

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Pra quê..

Pra quê maltratar tanto o coração. 
É preciso parar de idolatrar quem não merece. 
Existem possibilidades de uma nova troca de olhares. 
A possibilidade da vida dizer sim. 
Esquece, segue. Não vale a pena. 
É penar demais por quem não faria nada por ti..
Sil Guidorizzi.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Prefiro estar comigo..

Diante de tantas ausências e desculpas sem efeito, prefiro o silêncio.
Prefiro estar comigo.


Gostaria..

Gostaria que as pessoas fossem menos econômicas no olhar.
No modo de agradecer com sinceridade. No perdão.
Gostaria que elas colecionassem mais afeto. Mais sorrisos. Mais e mais momentos que alimentam o coração.
As pessoas carregam coisas desnecessárias. Sobrecarregam-se.
Gostaria que cada uma fizesse uma lista, e dentro dela colocasse suas prioridades pro agora. Que assumissem seus erros sem vergonha. 
Que não depositassem tanto de si nos outros como se eles fossem sua tábua de salvação.
Não dá pra salvar quem não quer sair de uma linha de atitudes e pensamentos que não agrada.
Não dá pra salvar o mundo. Mas dá pra ser melhor.
Gostaria de verdade que cada um encontrasse sua paz na morada de um sentimento disposto e gentil.
Gostaria de ver estampado nos outdoors da vida coisas mais expressivas e contagiantes.
É preciso dar um basta naquilo que trava a vida.
Gostaria muito de ver o mundo visto pelo olhar de uma criança. Com certeza seria mais humano e feliz.

domingo, 21 de agosto de 2016

Estou a fim de afeto..

Estou a fim de afeto. Estou a fim de ser autêntica. Sou aquilo que demonstro.
Não tenho mais tempo pra ficar procurando pelo em ovo.
Não estou mais atrás de saber quem anda com a razão.
Estou a fim de cuidar da própria vida, cuidar da saúde, do olhar.
Estou a fim de me alimentar do lenitivo que recebo através dos anjos de luz. E eu creio neles. 
Creio em cada água que recebo fluidificada, em cada sensação da presença de benfeitores amigos em minha casa. .
Ofereço amizade sincera a quem merecer. Não sou nenhum bicho de sete cabeças. Não venho com manual de instrução.
Sou mais criança ainda quando o sentimento vem em forma de identificação com a alma.. Não estou pedindo nada.
Só quero silêncios, sensibilidade, viver de pequenas euforias.
Agressões morais não servem. Olhar de quem se acha, passo longe. 
Quero estar perto, dentro. Já deixo avisado que nem sempre acerto. Tenho um coração errante.

sábado, 20 de agosto de 2016

No fundo..

No fundo eu acho que tudo tem dado certo.
Deus tem me ajudado da maneira que pode. E eu sei que graças a Ele, tenho tido mais tempo pra despertar. Tenho tido tempo de respirar mais.
Algumas coisas já estão longe. A milhas de distância daqui..
Está tudo correndo no tempo certo, no tempo Dele.
Incerta sou eu. 
Mas tenho plena confiança no que Ele me reserva.
Felicidade é coisa que ando cultivando dentro de mim.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O sorriso dele.

O sorriso dele tem uma curva a mais. Foi ali que me perdi..


Ele..

(...) Ele bateu à minha porta e chegou com um buquê de rosas vermelhas. O mais lindo que já recebi em toda minha vida.
Veio perfumado. Dentro dele havia um cartão dizendo: A distância não é nada quando se ama.
Ele me olhou e disse: Independente do que aconteça, eu volto. Volto e ficaremos juntos.
Ele estava de viagem marcada. As flores simbolizavam despedida. Simbolizavam a certeza da partida.
Por muito tempo guardei o cartão comigo. Guardei cada palavra dita. Guardei cada beijo, cada abraçar de pele.
Ele me fez feliz. Feliz como nunca havia sido. Mesmo em tão pouco tempo foi ali que mergulhei.
Ele foi.
Deu pra sentir seu cheiro pela casa, pelo quarto, pela cozinha. Deu pra senti-lo deitado ao meu lado. Deu pra respirar aquele ar de saudade, de desejo.
Um dia eu fui dele. Ele foi meu.
Depois disso o tempo revirou tudo e novamente trocou as coisas de lugar. Nos perdemos. Nos distanciamos.
Foi ali que me perdoei. O perdoei.
Era preciso seguir e pedir que ele também fosse feliz.
Foi o que eu fiz.
Juntei minhas dores, guardei-as no bolso e tratei de continuar.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Podia ser agora..

Podia ser agora, nesse instante.
Aliás, com você tudo sempre foi repentino. Sem planos.. 
O coração desconfiado e descortinado anda te sentindo.

Saudade não escolhe hora..

Saudade não escolhe hora. 
Quando ela chega faz o coração da gente se revirar por dentro.


Sil Guidorizzi.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Daqui do alto..

Meu mundo agora é visto de cima.
Não quero ser deselegante, não quero deixar de ser.
Não tente me alcançar se o coração não quiser ir mais longe.
Já desfiz aqueles nós invisíveis que pareciam cordas presas em minha alma.
Já perdoei o que era preciso. Daqui, sinto as coisas mais claras.
Já não enxergo certas distâncias.
O olhar quer captar novas imagens, novos instantes.
Quero viver de coisas mais simples e raras.


Sil Guidorizzi..

"Persevere"..

Aprenda com seus erros. Não fique batendo sempre na mesma tecla.
Mantenha a mente arejada e o coração menos endurecido.
Se um dia alguém te fez sofrer, supere. Ganhe forças para um tempo melhor.
Não se disfarce pras pessoas. Use de sinceridade. Não importa quantas vezes você tenha sido enganado(a), ou quantas vezes te deixaram pelo meio do caminho.
Nem sempre você entenderá certas coisas. Não armazene aquele tanto de mágoa que já foi..
Tudo está ali, escrito por Deus.
Dê tempo ao tempo. Vá caminhando sem tanta pressa. Esqueça, persevere, prossiga.
Não deixe o olhar cabisbaixo. Tem gente que adoraria te ver infeliz.
Prove a si mesmo(a) que de algum jeito a felicidade vai bater em sua porta e o amor vai se aninhar de forma mais concreta em sua vida.
Não se negue a felicidade. Não se (re)negue. Tudo ficará bem.

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Quanto mais reflito..

Quanto mais reflito, mais percebo o quanto ainda preciso de mim. 
Chega a ser uma autodefesa espiritual. 
Dessas onde só Deus tem permissão de segurar minha alma pra não deixá-la cair.
Sil Guidorizzi

Hoje estou sem pressa...

Hoje estou sem pressa. Estou sem apego. Estou onde devo estar.
Se me perguntarem o que sei sobre a vida vou responder: Tive meus começos. Atravessei os meios, cheguei ao fim. Tornei a (re)começar.
Não me peça mais do que isso.
Se quiser saber mais, é melhor ter tempo e paciência. 
Voltei a dar continuidade em meu caminhar.


quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Achei bonito..

Hoje ao atravessar a rua, prestei atenção em uma cena diferente..
Um casal ali em meio aos transeuntes, abraçados.
Na verdade, não sabia quem era um, quem era o outro; tamanho era o jeito de se encaixarem dentro daquele abraço. 
Estava frio. Só consegui ver os dois misturados. Ficaram ali do mesmo jeito por vários minutos sem se preocuparem com ninguém. 
Acho que o amor sempre fala mais alto quando a sensação é de proteção e carinho.
Achei bonito.. Parei e também admirei.

Hoje não vou me apressar..

Hoje não vou me apressar. Não vou sair correndo como quem não sabe nem pra onde ir.
Hoje vou deixar os pés descalços. Vou tomar conta de mim. Vou inspirar e expirar a luz que vem do alto.
Vez em quando é preciso orientação e silêncio.
Quero sentir o que Deus tem a me dizer. Preciso ouvir.

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Que dure..

Que dure uma fração de segundos. 
Mas que faça as pernas tremerem e o coração balançar..
Sil Guidorizzi

Só sei...

Só sei que é sem ponto, sem vírgula. Sem eira nem beira. É uma coisa que embola, mistura. 
Atravessa e vai mais longe do que conseguiria prever. 
É amor diferente. Sem delongas ou questionamentos. 
Dentro de mim não tem freio. 
É uma viagem de saudade que faz com que a alma te encontre, te beije e te explore como nunca. 
Como se toda fuga fosse direto ao teu abraço..Como se não existisse mais nada além de nós dois.
Sil Guidorizzi

É bem por aí..

Olhando pela janela, observei ao longe um horizonte vasto e diferente.
Arejei a alma, tirei os sapatos e pus-me a olhar com mais encantamento cada parte que vinha da natureza. Cada parte desenhada por Deus.
O relógio mostrava que já era hora de se ajeitar. De sentir as badaladas da vida unindo os ponteiros do coração.
Agora, o olhar meio distraído busca por noticias. Busca aquele velho rascunho com algumas notas que grafei pra não esquecer que teria que assumir alguns compromissos comigo.
Cada coisa resolvida, era como se algo dentro de mim resolvia-se também.
Fui até o quarto onde deixei a cama ainda desarrumada. Sentei-me ao lado daquele porta retrato de cabeceira e sorri meio bobo. Meio com o coração escolhendo aqueles momentos que já vivi.
Abri o armário, busquei algo simples. Algo que combinasse com o dia lá fora. Um jeans, uma camiseta básica.
Resolvi deixar o cabelo mais solto, mais livre como eu. Passei um batom cor de boca e me senti bem. Andei meio rebelde. Andei desafiando a minha própria natureza.
Silenciei por alguns instantes.
Deixei vir a música que rolava lá no fundo da sala. Pensei em como Deus estava sendo generoso comigo.
Corri até a cozinha pois havia esquecido o café fresco sobre a mesa. Percebi que a casa precisava de flores. Que os azulejos da cozinha precisavam de uma nova pintura.
Talvez nesse instante, eu precise de coisas novas. Mas também talvez precise muito mais de mim.
Voltei novamente a pensar nos desvios dos caminhos, nos encontros que abracei, nas esquinas cheias de gente buscando por algo. Algo que eu também buscava e nem ao certo sabia o que seria.
Só sei que algo aqui dentro havia sido mexido. Estava bom assim. Não sei porque, mas sentir o sol quente batendo no rosto era como sentir a  vida me puxando pelas mãos e me pedindo pra ir com ela. Nada de pressa; pensei.
Dei uma última volta pelos cantos da casa. Toquei em cada coisa. Senti a energia boa que atravessou o meu sorriso.
Olhei as paredes recém pintadas, as cortinas que esvoaçavam ao balançar do vento.
Senti que era isso. Que tudo poderia ser recomeçado. Que tudo poderia ser novamente ajeitado.
Fechei a porta e saí.. Saí pro novo dia. Pro novo tempo.
As coisas terminam e a gente recomeça.
É bem por aí..

Sil Guidorizzi**


segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Traz teu cheiro..

Não precisa passar perfume.
Traz teu cheiro e vem pro meu mundo..

Prefiro..

Prefiro colecionar abraços. 
Prefiro esquecer gente que nada faria por mim, mesmo que pudesse.
Prefiro ser mais eu. Ser o que me convém. 
Prefiro um prato a mais de amor do que restos de sentimentos. 
Prefiro sonhar acordada. Dar a volta por cima. 
Prefiro coisas que ninguém imagina. 
Ainda não cheguei ao fim da linha. O trem da vida ainda não descarrilhou..

domingo, 7 de agosto de 2016

Minhas melhores memórias.

Minhas melhores memórias foram aquelas em que abracei com a alma e toquei com profundidade o amor.
Sil Guidorizzi


É assim..

É assim que a gente se sente quando o amor segura nossa mão.
Não dá pra disfarçar o melhor sorriso.
Não dá pra resistir.
Não dá pra dizer não.
Sil Guidorizzi.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Sou o que consigo ser..

Não sou tão rápida; nem tão devagar.
Sou o que consigo ser.
Aliás, costumo (di)vagar sobre a vida.
Costumo parar de repente, só pra ver onde o coração anda pisando, o que ando plantando.
Não sou diferente de ninguém. Apenas tenho uma alma que foi inserida em minha matéria. 
É dela que preciso cuidar. Preciso mantê-la bem.
Sil Guidorizzi

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Sei viver de amor..

Não sei viver de frivolidade e indiferença.
Não sei viver de descaso. Sei viver de amor.
De quem me recebe de braços abertos e me aperta contra o peito.
Não sei viver no raso; em lugar que não caibo.
Sei viver onde consigo ser o que sou. Onde me aceitam. 
Onde não me negam; onde tem calor e café quente.
Onde tem alma colada na outra.
Onde tem mais do que corpo.
Tem o olhar e a presença de dentro.

Às vezes eu quero ser brisa..

Às vezes eu quero ser brisa em meio a tempestade. Quero voar mesmo que seja de asa quebrada. Quero parar de envelopar sentimentos. Quero esquecer coisas que ainda permeiam o coração.
Às vezes quero ser menos tola e mais dona de mim. Quero pouco, quero caminhar sem tanto peso, sem tanto alarde.
Quero contraste, quero sentir saudade de coisas que ainda tenho certeza que baterão na porta do meu olhar.
Às vezes não estou pra ninguém. Às vezes me aninho no colo de Deus. Às vezes mudo de humor conforme a lua muda de fase. Sou cheia de viagens, pressentimentos, ideais.
Às vezes me sinto criança, sinto cheiro de infância. Às vezes a vida me interpela demais.
Então, fico na ponta dos pés e observo de longe as coisas que podem ser meu destino. Estou comigo. Creio no poder divino. Ele sim, sabe o que faz.

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Nunca impeça um olhar..

Nunca impeça um olhar de se apaixonar. Nunca tente parar um coração que atravessaria a vida a nado só pra fazer alguém feliz.
Ninguém tem o direito de apossar-se da vida de ninguém.
Deixe que cada um viva suas escolhas e ame o que tiver que amar