terça-feira, 2 de agosto de 2016

Sei viver de amor..

Não sei viver de frivolidade e indiferença.
Não sei viver de descaso. Sei viver de amor.
De quem me recebe de braços abertos e me aperta contra o peito.
Não sei viver no raso; em lugar que não caibo.
Sei viver onde consigo ser o que sou. Onde me aceitam. 
Onde não me negam; onde tem calor e café quente.
Onde tem alma colada na outra.
Onde tem mais do que corpo.
Tem o olhar e a presença de dentro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário