terça-feira, 22 de novembro de 2016

Ela sabe..

Ela sabe que a vida anda meio sem sutileza e gentileza.
Que o respeito anda escasso. Que pessoas se trombam, mas não se olham.
Poucos se namoram.
Ela sabe que os passos podem ser dados a curto ou a longo prazo. Que amar de verdade é algo raro.
Ela sabe que por vezes faz muita ventania lá fora. 
Que mesmo de janela fechada dá pra ouvir o uivar das folhas, das árvores.
Dá pra sentir a tempestade que avança sem consentimento.
Ela sabe que pode se salvar. Sabe que pode continuar se for de merecimento.
No fundo o mundo pode até acabar.
Ela vai torcer pra que a última dança seja divina.
Que o café seja sua companhia.
Ela sabe que ali ou em qualquer outro lugar vai flertar consigo até estar em paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário