quarta-feira, 6 de julho de 2016

Essas armadilhas do destino..

Essas armadilhas do destino são assim...
Nos dão tudo nas mãos e a gente abraça com força; se deita ao lado.
Envolve-se em uma concha quente. Desliza a alma.
(Re)acende a chama. O coração responde, se entrega, e tudo parece não ter fim.
E a gente só quer o cheiro, a entrega. Quer falar coisas ao pé do ouvido. 
A gente só quer sentir a sensação de que o amor está bem protegido ali.

Nenhum comentário:

Postar um comentário