domingo, 3 de julho de 2016

Vou, volto..

Gosto de fazer pequenas viagens dentro de mim. Vou, volto.
Já fiz as malas, desassosseguei o coração. Já pulei do alto de um arranha-céu.
Já fui tantas. Já fui menos. Já fui mais. Hoje sou o necessário. Sou que vale, o que de verdade transcende, acende, preenche, transborda.
É assim que a banda toca. Que a alma escuta. É assim que a luz que chega através da janela da vida chega até meus poros.. É esse ar que quero respirar. Sem vergonha, sem medo, sem culpa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário